Bruxismo!

Muitas pessoas sentem dores na mandíbula ao acordar ou até mesmo durante o dia e sempre acham que é algo relacionado a coluna, ou enxaqueca. Enganam-se na maioria das vezes. Pode se tratar de Bruxismo, quando apertamos os dentes e com muita força. Eu mesma quando fui diagnosticada, sim tenho bruxismo, eu tinha um lado da bochecha maior que a outra. Era pouca coisa, mas fazia diferença para mim.

Dormir sem placa? Nunca mais! É automático, escove os dentes e pahhh a placa para bruxismo na boca.

Massss chamei minha querida amiga e Dentista super competente, a Dra. Renata Stifelman Camilotti que já participou do blog em outra ocasião, clique aqui e confira o outro post da Re, para falar um pouco mais sobre o Bruxismo e modos de tratar. Existem muitas novidades atualmente. Então bora aprender um pouco mais com essa mestre no assunto.

Com vocês, Dra. Renata Stifelman Camilotti.

Sabe aquela dor de cabeça que vem com tudo e o neurologista disse que não tem nada? Ou aquele zumbido no ouvido que não passa nunca e o otorrinolaringologista disse que está tudo certo, que o problema não é do ouvido. E alguns dizem que você deve consultar um dentista especialista em cirurgia Bucomaxilofacial. Então, você consulta com um Bucomaxilofacial e afinal o médico tinha razão, o problema não estava no cérebro e muito menos no ouvido e sim na articulação chamada temporomandibular, conhecida como ATM ou vulgarmente chamada de “carrinho”. As articulações responsáveis por conseguirmos abrir e fechar a boca, composta por estruturas extremamente delicadas, de alta complexidade e vizinhas da base do crânio e do ouvido, por isso muitas vezes a confusão dos sintomas.

Isso pode ser consequência de um Bruxismo, também chamado de Briquismo. Um hábito parafuncional o qual o indivíduo range ou aperta os dentes durante o sono ou, até mesmo, durante o dia em diferentes proporções. É observada em todas as idades e suas causas são desde tensão emocional, mal oclusão dentária ao uso de medicamentos e síndromes. O bruxismo pode trazer como consequências desgastes nos dentes, a destruição das estruturas de sustentação dos dentes, bem como favorecer o surgimento de dor, fadiga e hipertrofia dos músculos da mastigação (como a Alice citou que percebeu um lado da mandíbula maior que o outro), disfunção nas articulações temporomandibulares e dores de cabeça como já relatado.

            O diagnóstico e tratamento dessa condição deve ser conduzido por um cirurgião-dentista com treinamento no tratamento dessa disfunção, geralmente um Bucomaxilofacial ou especialista em Dor e Disfunção Temporomandibular. Dependendo do grau e causa do bruxismo seu tratamento varia desde o uso de placas interoclusais, tratamento ortodôntico ou ortocirúrgico e também pode-se lançar mão da toxina botulínica (Botox®).

 

Renata Stifelman Camilotti

Especialista e Mestre em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial

 

 

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *